Realidade Virtual (RV): o que é e como funciona?

Segunda, 8 de janeiro de 2024
Realidade Virtual (RV): o que é e como funciona?

O que é a realidade virtual e como funciona?

A Realidade Virtual (RV) nada mais é do que um ambiente virtual criado por computadores que simula cenas e objetos que parecem muito reais, imergindo o usuário em um cenário realista, porém totalmente virtual.

Em geral, essa tecnologia é transmitida ao usuário por meio de um óculos ou capacete de Realidade Virtual (RV). A tecnologia presente nessa ferramenta permite uma série de aplicações em diferentes ramos, como em videogames, treinamentos esportivos e militares, e até na medicina.

Como e quando surgiu a Realidade Virtual (RV)?

Apesar de ter a marca do futuro, a Realidade Virtual (RV) remonta ao século passado. Morton Heilig, considerado o pai da Realidade Virtual (RV), trouxe uma das primeiras invenções com tecnologia multimodal, o Sensorama

A máquina construída por Heilig permitia que os usuários tivessem uma experiência bastante sensorial ao assistir a um vídeo. Para experimentar o Sensorama, o usuário inseria uma moeda, se acomodava em um assento, pegava um par de alças e colocava seus olhos nos orifícios de visualização. 

Composto por cinco filmes filmados pelo próprio Heilig com uma câmera 3D também construída por ele, o Sensorama oferecia uma experiência visual, tátil e olfativa para os usuários. 

A invenção de Heilig abriu caminho para as dezenas de novos softwares tecnológicos de Realidade Virtual existentes atualmente. 

Quais as principais aplicações da Realidade Virtual atualmente? 

A Realidade Virtual tem trazido inovação para diversas áreas do conhecimento, promovendo o aprimoramento de diversas técnicas.

Um infográfico da Iberdrola apontou algumas das principais aplicações da Realidade Virtual (RV) atualmente. 

Confira. 

  • Gastronomia: a ferramenta permite que o usuário viaje virtualmente para diferentes lugares e mergulhe em determinados ambientes enquanto saboreia os pratos dessas regiões.
  • Medicina: o Centro Superior de Pesquisas Científicas (CSIC) conseguiu diminuir os efeitos do Parkinson em vários pacientes ao aplicar um tratamento com Realidade Virtual.
  • Meios de comunicação: com o jornalismo imersivo, o usuário viaja para o lugar dos fatos com vídeos ao vivo em 360º transmitidos por streaming.
  • Educação: a Realidade Virtual chega às salas de aulas permitindo que os alunos assimilem melhor o conteúdo, assim como os auxilia com dificuldades de aprendizagem.
  • Entretenimento: com o uso da RV, os usuários podem entrar no cenário dos videogames e praticar esportes de risco sem sair do sofá. 
  • Arquitetura: a tecnologia auxilia arquitetos a estudarem melhor o espaço e apresentarem o projeto aos clientes.
  • Cultura/Arte: alguns museus e galerias oferecem visitas virtuais ou experiências imersivas para auxiliar os visitantes a compreender a história e a cultura associada a cada obra. 
  • Militar: o Ministério da Defesa britânico utiliza a RV para treinar os militares em ambientes de combate simulados.

Como vimos, a Realidade Virtual é uma tecnologia bastante promissora e que tende a se aprimorar ainda mais nos próximos anos.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Nos siga nas redes sociais e não perca nenhuma de nossas novidades! 

Artigos relacionados

5 aplicativos para legendar vídeos automaticamente

5 aplicativos para legendar vídeos automaticamente

Realidade Aumentada: o que é e como funciona?

Realidade Aumentada: o que é e como funciona?

Inteligência Artificial para criar vídeos: confira 5 opções de aplicativos!

Inteligência Artificial para criar vídeos: confira 5 opções de aplicativos!

5 aplicativos para legendar vídeos automaticamente

5 aplicativos para legendar vídeos automaticamente

5 dicas para criar vídeos engajadores

5 dicas para criar vídeos engajadores